Blog

Employer Brand – Qual a Marca da Sua Empresa?

Já imaginou o quão bem-sucedido seria um produto que não fosse comunicado ao mercado? Ou pior, se tivesse uma má reputação junto deste?

Em qualquer mercado onde existam produtos concorrentes ou substitutos é impensável que as organizações não trabalhem a proposta de valor. Da mesma forma, no cada vez mais competitivo mercado de captação e retenção de talentos, nenhuma empresa pode ignorar a forma como é percebida a sua marca enquanto entidade empregadora. Employer Brand é o conceito que define o reconhecimento da sua empresa enquanto local para trabalhar.

Tem reputação de proporcionar bom ambiente de trabalho e equilíbrio entre o tempo pessoal e profissional? É conhecida por permitir uma rápida progressão na carreira mas não como um local para trabalhar no longo prazo?

Independentemente da forma como a empresa é vista, esse fator é preponderante na capacidade de fazer fit perfeito com os candidatos. Uma marca forte permite encontrar o candidato ideal para o cargo e construir relações duradouras baseadas na transparência. É igualmente um passo importante para ter colaboradores comprometidos e identificados com os valores da empresa.

 

O que deve ter em conta na construção da sua marca?

A construção de uma marca não depende apenas dos responsáveis de Recursos Humanos e do Marketing, implica um esforço contínuo de todas as áreas da organização. Exige tempo e acarreta investimento, tal como construir uma marca de um novo produto. Para elaborar uma estratégia de employer brand e mantê-la atual deverá estar sempre atento às tendências socias e culturais que influenciam as diversas áreas de uma organização: diferenças comportamentais entre gerações, importância relativa do tempo e do trabalho, o que valorizam os profissionais e a sua ambição.

Cuidado com a gestão de expetativas! Autenticidade e transparência são altamente valorizados pelos potenciais candidatos que por isso irão tentar recolher informações de colaboradores atuais da empresa. Para seduzir alguém externo à organização deve começar por cuidar dos seus funcionários. Lembre-se que a importância de proporcionar uma boa experiência ao candidato não termina após o processo de seleção, pelo contrário. Grande parte do processo de identificação com a marca dá-se quando essa pessoa se torna colaborador e deverá rever-se nos valores da empresa, comprometendo-se com estes.

 

Como comunicar a sua marca?

Procurar trabalho é hoje em dia muito parecido com o processo de decisão de compra. Isto significa que as empresas necessitam comunicar a sua cultura organizacional como, de igual forma, comunicam os seus produtos. A seleção é um processo mútuo e as organizações estão também sob o escrutínio dos candidatos e necessitam de comunicar de forma sincera e transparente a sua proposta de valor.

A melhor forma de comunicar a marca da sua empresa é, primeiramente, fazê-lo no site e nas ofertas de emprego. E deve fazê-lo contando a história da organização, envolvendo o potencial candidato. Utilize fotos e vídeos e, se o conteúdo for interessante, acabará por atingir outros canais que não os oficiais da empresa e poderá assim alcançar mais público. É também importante ser proactivo e não reativo, isto é, ao invés de reagir à perceção dos candidatos deverá comunicar a sua própria imagem através de campanhas e das redes sociais, transmitindo claramente a sua identidade e cultura. E não se esqueça que a cultura interna deve corresponder à que é partilhada com o mundo!

Fundamental é também saber ouvir os colaboradores: as pessoas gostam de falar sobre o seu ambiente de trabalho. Tire partido disso e envolva quem melhor conhece a sua organização. Porque não começar com um focus group?

 

Artigo por Sérgio Ferreira.

Share